3 de maio de 2017

Vozão x Ferrão: campeão estadual pode sair hoje

O Campeonato Cearense 2017 pode acabar hoje, mais precisamente às 23h45, na Arena Castelão, após o apito final do árbitro, caso o Ceará consiga novo triunfo sobre o Ferroviário, quando aí somaria seis pontos na fase final, contra zero do rival tricolor, tornando sem necessidade da disputa do terceiro e último compromisso entre os times. Mas só o triunfo alvinegro põe fim ao certame hoje. Um resultado com igualdade no placar ou a vitória do Ferrão leva a decisão para o próximo domingo, às 16 horas, também na arena.
Ou seja, o torcedor do Vozão acredita que pode sim sair vencedor e campeão no Castelão na noite de hoje. “Tenho fé que acabará hoje sim, eu acredito que o Ceará tem mais bola que o Ferroviário, será um grande jogo e que terminará muito bem para nós que vestimos preto e branco”, disse o entusiasmado torcedor alvinegro José Francisco Brito, enfermeiro,
Do lado coral, há também confiança em uma reação do clube da Barra, porém já é explícito o orgulho que a torcida demonstra ao ver o Ferrão novamente como protagonista. “Independentemente do resultado, espero uma equipe com espírito de luta, diferente do primeiro jogo, pois só conseguiremos superar o rival, que é muito qualificado, com a máxima doação dos nossos atletas. O sentimento é de que o Ferroviário voltou a ser grande, como sempre foi, e creio sim na vitória, nós iremos conseguir”, revelou, confiante, o gerente de produção Moisés Júnior, torcedor apaixonado pelo Tricolor da Barra, que sempre vai aos jogos com o pai, Moisés, e o filho Davi.
Mais tranquilo
Com a vantagem de poder findar a competição logo mais, o Ceará deve ter uma postura um pouco mais cautelosa e tranquila com relação ao primeiro encontro, vencido pelo Vovô, no domingo passado. A única preocupação do técnico Givanildo Oliveira é a grande quantidade de atletas pendurados com dois cartões amarelos, e mesmo assim seria uma dor de cabeça para um hipotético terceiro confronto.
Podendo resolver a parada antes, fatalmente o treinador focará em outros fatores. Mas vale ressaltar que o time não perdeu nenhum jogador por suspensão na primeira partida. Ao todo, são oito atletas “pendurados”: Éverson, Tiago Cametá, Rafael Carioca, Sandro, Raul, Felipe Menezes, Lelê e Magno Alves.

Ainda sem poder contar com Ricardinho, recém-lesionado e fora de combate por pelo menos mais 20 dias, é provável que Givanildo dê sequência à formação que triunfou no domingo. Wallace Pernambucano, substituto de Ricardinho, ganhou a concorrência no meio-campo e acabou sendo o herói improvável na vitória por 1 a 0, assinando o gol do maior campeão estadual. Victor Rangel, apesar do rendimento abaixo do esperado no clássico, deve ser mantido na linha de frente, com Magno Alves e Lelê.
A ordem é mudar a postura para vencer
O comportamento do Ferroviário não agradou ao torcedor que foi ao Castelão na esperança de ver um futebol similar ao apresentado pela equipe quando deixou para trás o Fortaleza, nas semifinais. E desagradou muito mais ainda ao técnico Vladimir de Jesus. “O futebol que eu quero ver na quarta-feira é o que terminamos a partida no domingo, final não é um jogo qualquer, precisa colocar algo a mais. O quesito principal é a postura, não pode entrar em campo e enfrentar o Ceará com esse marasmo, com essa postura”, decretou o comandante coral.
O grande desfalque do Tubarão é o zagueiro e capitão Erandir, que tomou o terceiro amarelo na primeira final e fica de fora. Túlio seria o substituto natural, formando dupla com Tony Belém, porém o jovem defensor não atuou domingo por conta de uma virose e ainda não está totalmente recuperado. A expectativa é de um time mais ofensivo, já que o time precisa dos três pontos, então Vitinho pode aparecer na formação titular.

Com informações do Jornal O Estado/Ce

Nenhum comentário:

Postar um comentário