27 de outubro de 2016

Estado do Ceará está com 73,26% em estado de seca extrema ou excepcional

Ceará está com 73,26% em estado de seca extrema ou excepcional, segundo o Monitor de Secas do Nordeste. Outro dado alarmante é que os reservatórios do estado acumulam apenas 8,1% da capacidade total. Após cinco anos de seca, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) diz que a perspectiva para os próximos meses não é animadora.
Segundo o meteorologista da Funceme, Raul Frits, devido às poucas chuvas, esse quadro de seca extrema ou excepcional pode piorar até o fim do ano. "Já que as chuvas são sempre muito poucas, a tendência é de um agravamento ainda maior deste quadro até que as primeiras chuvas cheguem", explica.
A progressão das secas foi classificada em cinco categorias: 'fraca', que no mapa aparece em branco; 'moderada', em amarelo-claro; 'grave', de cor laranja; 'extrema', em vermelho; e a pior: excepcional, de tom de vinho. 
“Ela (categoria 'excepcional') caracteriza uma total falta de condição de aproveitamento agrícola. As culturas perdem-se totalmente, as pastagens desaparecem, pequenos cursos de água somem e assim por diante. É um retrato muito grave da situação de seca sobre o estado", analisa o especialista.
A Funceme reforça também que a comparação do cenário entre setembro do ano passado com o mesmo mês deste ano mostra que a seca se alastra gradativamente e de forma preocupante.


Já na comparação do panorama entre agosto e setembro deste ano, a situação parece ainda mais complicada. Em agosto, o Ceará era tomado principalmente pela seca 'extrema'. Apenas um mês depois, o mapa mostra que a região Centro-Sul do estado foi tomada quase praticamente pela seca excepcional, e o quadro começa a se agravar no litoral.

Do G1 CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário