1 de outubro de 2016

ASA x Guarani - Após quedas, Bugre e Fantasma têm primeira chance de ressuscitar!

Após duas semanas de ansiedade, Guarani e ASA finalmente terão a chance de dar o primeiro passo em busca do acesso à Série B. Às 19 horas deste sábado, as duas equipes se encontram no Coaracy da Mata, em Arapiraca, em jogo válido pela rodada de ida das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro.

O Bugre joga a primeira partida como visitante porque na fase classificatória foi o líder do Grupo B, com 38 pontos e a melhor campanha das duas chaves. Assim, decidirá o acesso no Brinco de Ouro, dia 8 de outubro. O ASA foi o quarto colocado do Grupo A, com 26 pontos.
O alviengro arapiraquense está na terceira divisão desde 2014 e será a primeira vez que passa da primeira fase para disputar o acesso nas quartas de final. Com uma história de muita tradição, o Guarani tenta voltar para a segunda divisão desde 2013 em meio a várias frustrações. Nesta temporada, em sua quarta participação na Série C, segue o exemplo do adversário e também disputará a fase decisiva pela primeira vez.
Além disso, há mais de dois anos o time campineiro não disputa um mata-mata. A última vez foi na eliminação para o Santa Rita, na primeira fase da Copa do Brasil de 2014. Na ocasião, estavam em campo o meia Fumagalli, capitão do Guarani, e Reinaldo Alagoano, que defendia o Santa Rita e hoje é artilheiro do ASA na terceira divisão.
A torcida do ASA promete fazer festa no Coaracy da Mata. (Foto: Divulgação / ASA)
A torcida do ASA promete fazer festa no Coaracy da Mata. (Foto: Divulgação / ASA)
MISTÉRIO AQUI
Com treinos fechados durante toda a semana, o técnico Paulo Foiani mantém uma postura cautelosa em relação ao embate com o Guarani. Para ele, o Bugre chega à fase decisiva como favorito ao acesso por conta da campanha realizada na fase classificatória, por isso, quer utilizar de todos os recursos possíveis para surpreender os adversários.

“O Guarani é o favorito. Foi a equipe que mais pontuou das duas chaves, conquistou 11 vitórias, perderam somente dois jogos, então é uma equipe qualificada e muito bem treinada, mas eu acredito no potencial da nossa equipe, acredito no apoio do torcedor e vejo que não chegamos aqui por acaso. São 180 minutos e nada se define no jogo aqui, nós sabemos que começa com 90 minutos e depois mais 90 lá no Brinco de Ouro”, disse.
Técnico Paulo Foiani quer surpreender o Guarani. (Foto: Divulgação / ASA)
Técnico Paulo Foiani quer surpreender o Guarani. (Foto: Divulgação / ASA)
Um dos artifícios utilizados pelo treinador é justamente o treino com os portões fechados. Diante deste cenário, ele não revela o time que vai levar a campo neste final de semana. A única certeza são os desfalques. Ele não poderá contar com meia João Paulo e com o lateral-esquerdo Igor, ambos suspenso por terem sido advertidos com o terceiro cartão amarelo.
"O momento é tão importante que nós temos que ter cautela e temos que nos proteger. Vamos guardar os segredos. Eu tenho duas situações para trocar, que são os casos do João Paulo e do Igor, e pode ter alguma mudança a mais e tudo que nós pudermos esconder do adversário é importante num momento tão decisivo como este que estamos agora”, explicou Foiani.
MISTÉRIO ALI
Já em Maceió, o Guarani faz os últimos preparativos para encarar o ASA. Mesmo jogando na casa do adversário em um momento decisivo, o técnico Marcelo Chamusca garante que a postura do time não será diferente da adotada durante a fase classificatória


A torcida o Guarani foi apoiar o time antes do embarque e prometeu presença em Arapiraca. (Foto: Gabriel Ferrari / Guarani FC)
A torcida o Guarani foi apoiar o time antes do embarque e prometeu presença em Arapiraca. (Foto: Gabriel Ferrari / Guarani FC)
“O mais importante é a qualidade do adversário, isso é o mais importante. O resto agente tem que minimizar. A gente já passou por momentos difíceis, no campo do adversário, em um ambiente hostil. Mas como eu digo, o campo é de quem joga. Quando você abre mão de vencer, você abre mão do resultado mais importante de um jogo de futebol. Eu sempre penso em vencer. Se as circunstâncias determinarem que a gente empatou, daí vamos trabalhar no segundo jogo que são 180 minutos”, afirmou o treinador.
Durante a primeira fase, em nove partidas disputadas fora de casa, o Guarani venceu quatro, empatou três e perdeu duas. Nas duas derrotas, não marcou nenhum gols. Entre os empates, só não balançou as redes diante da Portuguesa, no Canindé. O gol fora de casa é importante para levar uma boa vantagem para o jogo de volta, já que conta como critério de desempate.
Para o jogo deste sábado, Chamusca vai contar com força máxima, mas afirmou que só vai revelar a escalação minutos antes da partida. A principal novidade deve ser a estreia do atacante Eliandro, contratado justamente para a disputa da fase decisiva da terceira divisão nacional.
Guarani quer começar o mata-mata com o pé direito.
Guarani quer começar o mata-mata com o pé direito.
O comandante bugrino também pode fazer algumas mudanças no meio de campo. A princípio, o volante Zé Antônio e o meia Marcinho devem começar no time titular, mas Wesley e Renatinho foram testados durante os treinamentos e podem aparecer nas vagas dos companheiros de posição.
Futebol Interior

Nenhum comentário:

Postar um comentário