10 de março de 2016

Marquinhos Santos enaltece empenho e aprova vitória: "Fomos merecedores"

Treinador estreou com triunfo sobre o Sport no comando do Tricolor
Após a estreia à frente do comando do Fortaleza, na vitória por 2 a 1 sobre o Sport, nesta quarta-feira, na Arena Castelão, pela quinta rodada da Copa do Nordeste, o técnico Marquinhos Santos concedeu entrevista coletiva. O treinador exaltou a dedicação dos jogadores, destacou a postura tática da equipe e se disse satisfeito com o rendimento, projetando evolução no decorrer da temporada. 

Com o triunfo, o Leão assume a vice-liderança do Grupo D da competição, com sete pontos. A próxima partida será diante do Ceará, domingo, às 18h, no Castelão, pela segunda fase do Campeonato Cearense. 

"Vamos trabalhar o necessário para esse clássico. Agora é recuperar. Amanhã (quinta-feira) vamos avaliar, porque não é só agora que os atletas sentem, mas, principalmente, 24 horas após a partida. Vamos avaliar e trabalhar gradativamente para esse clássico, que é importante", ponderou o comandante tricolor. 

Confira outros trechos: 

Atuação
 
"A equipe inteira teve um comportamento muito grande, e nós fomos merecedores. Saímos com o placar de 2 a 1 e poderia ter sido maior. Se analisarmos friamente e estatisticamente, o Sport só jogou em função de bola aérea. Teve a situação do gol e mais uma que o Berna defendeu seguro. O time teve um excelente comportamento e me deixou muito satisfeito com o grupo nesse início de trabalho no Fortaleza" 

Empenho dos jogadores 
"O Edimar representa isso. Entrou atuando pelo lado esquerdo (da zaga), depois precisamos, em função das trocas por contusões, que ele viesse atuar na direita em uma linha defensiva e foi muito firme nas bolas por cima. Vi os scouts após o jogo e de sete duelos individuais, ele perdeu um. Soube que em alguns jogos ele foi maltratado por não ter bom aproveitamento, mas demonstrou hoje (quarta-feira) que tem capacidade. Outros atletas também: Éverton, Dudu, Anselmo, Simões..." 

"Chegou um determinado momento da partida em que a equipe estava vencendo, o Sport se lançou à frente e nós tomamos os cuidados necessários para não sermos surpreendidos e sofrermos o empate. Os atletas se entregaram muito, com um desgaste muito grande fisicamente, e vêm de vários jogos decisivos, o que compromete até mentalmente. O grupo se mostrou forte e confiante para fazer um grande trabalho ao longo desse ano" 

Posse de bola 
"Nós trabalhamos isso ontem (terça-feira) no treino tático reduzido. Nós posicionamos a equipe como eu gostaria que jogasse, e eles assimilaram muito bem, e procuramos trabalhar a posse de bola por aquilo que observei em Sobral. Temos jogadores muito técnicos, como Éverton, Dudu, Felipe, Juninho, Jean, que têm qualidade e conseguem fazer esse controle de jogo no meio-campo. Nós trabalhamos isso, e eles colocaram em prática. Estou feliz e satisfeito, mas ainda há muito a se corrigir e a evoluir. O grupo sabe disso e está preparado para continuar nessa evolução gradativa" 

Fatores importantes para a vitória 
"Os atletas. O comprometimento deles com a camisa do Fortaleza, a maneira como eles assimilaram rápido a filosofia do jogo e o método de trabalho e também coloco como um ponto importante a sinergia da torcida com a equipe. Foi muito bonito de ser ver. Oferecer a vitória a essa torcida maravilhosa, da maneira como foi, podendo até ter feito mais gols, é bonito. É um time que vai jogar para frente e buscar as vitórias, mas de maneira equilibrada e tática para dar alegria ao torcedor" 

Desgaste físico 
"A equipe começou a pré-temporada em dezembro, já entrou em decisão na copa disputada (Taça dos Campeões, nos dias 10 e 13 de janeiro) e, por conta disso, é inevitável. O calendário brasileiro faz com que, não só o Fortaleza, mas outras equipes, tenha esse desgaste já no início da temporada. Agora é recuperar os atletas. Vamos manter os pés no chão, mas, com muita motivação e sabedoria, procurar trabalhar para que o Fortaleza possa apresentar uma evolução gradativa para chegar ao ponto que nós entendemos como importante em todas as competições" 

Sequência decisiva 
"Eu gosto. Todas as oportunidades que eu tive em início de trabalho sempre foram com essas adversidades. Me sinto preparado. Volto a dizer que não caí na função de paraquedas. Vamos estudar muito a equipe do Ceará. O Lisca é um treinador inteligente, que, taticamente, sabe preparar a sua equipe e tem jogadores decisivos lá, como o Bill, que, por duas oportunidades, foi meu atleta no Coritiba. Tem uma equipe boa e coesa, mas o Fortaleza a sua força e o poder do seu grupo" 

Disputa por posição 
"Procuro manter um padrão, sim, independente de nomes ou idade, para colocar aqueles que estão em melhores condições e aproveitam as oportunidades. O grupo sabe disso. É uma disputa saudável e ética. É normal que durante esse percurso um ou outro atleta sinta-se desprestigiado, mas todos serão importantes ao longo dessa caminhada que nós temos até novembro" 


Nenhum comentário:

Postar um comentário