18 de julho de 2015

Fortaleza joga nos erros do Bota-PB, vence com autoridade e segue líder

A posição na tabela dá a exata noção da diferença técnica entre Fortaleza e Botafogo-PB. E isso ficou ainda mais evidente na tarde deste sábado. Jogando na Arena Castelão, o Leão não teve trabalho para vencer o time paraibano por 3 a 0, em jogo que abriu a 8ª rodada do Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C.Os gols foram marcados por André Lima (contra), Maranhão e Everton, este voltando a jogar depois de mais de dois meses parado.
Fortaleza, Castelão, Botafogo-PB, Maranhão (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)Fortaleza, Castelão, Botafogo-PB, Maranhão (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)

De quebra, garantiu a liderança isolada da chave. No lado Botafoguense, o G-4 fica cada vez mais distante, ao passo que o fantasma da zona de rebaixamento pode se tornar uma realidade nas próximas rodadas - a diferença para o famigerado Z-2 pode encurtar com os jogos do domingo.
Na próxima rodada, o Fortaleza vai enfrentar o Águia de Marabá, fora de casa. Já o Botafogo-PB tem a chance de conseguir a reabilitação jogando em João Pessoa, contra o América-RN. As duas partidas acontecem no próximo domingo, dia 26.
Leão explora erros do adversário
O Leão aproveitou os muitos erros do adversário para construir uma vantagem tranquila já na primeira etapa. Depois de muita pressão, o Fortaleza acabou premiado com o gol. Ou melhor, foi presenteado pelo Belo. Aos 17 minutos, André Lima tirou a bola que ia em direção ao goleiro Edson para fazer um gol contra, acabando com todo o esquema defensivo montado por Roberto Fonseca.
E antes mesmo que o técnico botafoguense encontrasse uma saída para colocar o time no ataque, veio o segundo gol. E foi um golaço. Maranhão aproveitou a bola dividida entre Daniel Sobralense e Edson, e fez de calcanhar. Vantagem mais do que merecida pelo que faziam as duas equipes em campo.
Fortaleza, Castelão, Botafogo-PB (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)Fortaleza, Castelão, Botafogo-PB (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)
O rumo da partida poderia mudar se André Cassaco, uma das novidades na escalação do Botafogo-PB, tivesse aproveitado a chance cara a cara com o goleiro Ricardo Berna. Mas o arqueiro tricolor teve coragem para fechar o gol, mesmo que isso tenha custado a sua permanência em campo - ele acabou saindo sentindo tonturas e com suspeita de uma fratura no nariz.
Foi praticamente a única chance do Belo na primeira etapa. Porque o Fortaleza continuou melhor. Soberano, continuou jogando nos erros do adversário e poderia até ter saído com uma vantagem maior, se Maranhão não tivesse desperdiçado outra boa chance após tabela com Daniel Sobralense.
Mais um gol e vitória tranquila
O panorama da segunda etapa não mudou. O Fortaleza continuou dominando e contando com a fragilidade do adversário para ter uma tarde de sábado sem sustos. Se deu até ao luxo de colocar em campo o meia Everton, depois de 75 dias parado - ele entrou no lugar do ex-botafoguense Pio, que fez uma partida discreta.
Fortaleza, Castelão, Botafogo-PB (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)Fortaleza, Castelão, Botafogo-PB (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)
Na tentativa de fazer algo diferente, o Botafogo-PB colocou em campo o atacante João Paulo no lugar do inoperante Reginaldo Júnior. Melhorou um pouco, é verdade, mas nada que ameaçasse o gol de Erivelton - goleiro que tinha entrado no lugar de Ricardo Berna, na primeira etapa.
No lance mais agudo do Belo, João Paulo invadiu a área e acabou derrubado. Pediu pênalti. O máximo que conseguiu foi um cartão amarelo por reclamação.
Já o Fortaleza seguiu mais produtivo. E acabou marcando mais um, com Everton, aos 38 minutos. Ele recebeu pela esquerda, entrou na área e chutou cruzado. Edson, que vinha tendo uma atuação sem comprometer, desta vez falhou. Era o terceiro gol do Leão.
No ataque seguinte, Daniel Sobralense mandou para as redes. Mas a jogada já estava parada por impedimento. Não fez falta para o Fortaleza, e ainda evitou um vexame maior do Botafogo-PB.
Os 3 a 0 ficaram de bom tamanho. Do tamanho da boa vantagem do Fortaleza na liderança do Grupo A da Série C. E do tamanho da dor de cabeça do Botafogo-PB, que vê o G-4 cada vez mais longe.
Por Fortaleza

Nenhum comentário:

Postar um comentário