20 de fevereiro de 2015

Treinador Marcelo Chamusca é demitido do Atlético Goianiense

Após o empate em 1 a 1 com o Caldas Novas, nesta quinta-feira, o Atlético-GO anunciou a demissão de Marcelo Chamusca do comando do Atlético-GO. O treinador chegou ao time goiano em janeiro e conquistou apenas uma vitória no campeonato estadual, na primeira rodada.
"O Atlético-GO tem obrigação de ganhar dos outros times do estadual, até do Goiás. Ele (Chamusca) reclama que não damos jogadores. Não damos Messi, Neymar, se a gente trouxer o Xavi ele vai falar que não é bom. Ele acha que é o dono da verdade. O Adson Batista (diretor de futebol) terá o prazo de lei para contratar. No próximo jogo, deveremos entrar em campo com técnico das equipes de base ou com auxiliar. Temos problemas financeiros. Alguns não cabem no nosso orçamento, mas vamos encontrar quem caiba", afirmou o presidente do Conselho Deliberativo do clube, Jovair Arantes, à Rádio 820.
Um dos nomes especulados para assumir o comando do Atlético-GO é o de Marcelo Martelotte, que guiou a equipe rumo ao título estadual no ano passado. Um dos fatores que contribuiu para a demissão de Chamusca, além das más atuações, foram as declarações sobre a necessidade de contratação de reforços, o que desgastou a relação do ex-técnico com a diretoria. No Campeonato Goiano, venceu a Anapolina na primeira rodada, depois empatou com a Aparecidense, foi derrotado por Goiás e Goianésia e ficou no 1 a 1 com o Caldas Novas.
O clube goiano ocupa a terceira colocação do Grupo A, com cinco pontos conquistados. O Itumbiara é o líder da chave, com dez somados. O time da capital volta a campo apenas na segunda-feira, quando tem compromisso marcado com a Anapolina, às 20h30 (de Brasília), no Serra Dourada.
ESPN.com.br com agência Gazeta Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário