4 de fevereiro de 2015

River-PI segura pressão do Bota-PB e estreia com vitória no Nordestão

Num Almeidão vazio, sem a presença da torcida, o River estreou com vitória na Copa do Nordeste. O campeão piauiense deu uma aula de contra-ataques e venceu o Botafogo-PB por 2 a 1, no primeiro jogo da competição regional. Destaque para o ex-botafoguense Warley, um dos melhores em campo, e que ainda deixou a sua marca.
Botafogo-pb x river-pi, almeidão (Foto: Phelipe Caldas / GloboEsporte.com/pb)Botafogo jogou melhor, pressionou, mas o River foi mais eficiente e saiu com a vitória
(Foto: Phelipe Caldas / GloboEsporte.com/pb)
Com o resultado, o River abre o Grupo D com três pontos. Ceará e Fortaleza estreiam nesta quarta-feira, no clássico cearense.
Na próxima rodada, o Botafogo-PB encara o Fortaleza, fora de casa, enquanto o River pega o Ceará, em Teresina.
Botafogo-PB faz blitz, mas leva gol no contra-ataque
O Botafogo começou a partida em cima do River. Tanto que, antes mesmo dos dois minutos, o Belo já tinha duas finalizações no gol defendido por Naylson.
A blitz durou exatos trinta minutos. Mas de forma pouco produtiva. Isso porque, apesar da boa movimentação dos meias Chapinha, Doda e Bismarck, o atacante Rafael Oliveira praticamente não teve nenhuma chance de finalizar.
Botafogo-pb x River-PI, almeidão (Foto: Phelipe Caldas / GloboEsporte.com/pb)Naylson comemora de forma solitária o 1º gol do 
River (Foto: Phelipe Caldas / GloboEsporte.com/pb)
Do outro lado, Genivaldo era um mero expectador. Mas isso só até os 36 minutos. Foi quando o campeão piauiense, em sua primeira boa jogada de ataque, achou o gol. Tote cruzou na medida para Eduardo, livre, só deslocar o goleiro botafoguense. Era o primeiro gol da Copa do Nordeste 2015.
O Belo sentiu o baque. Tanto que perdeu o domínio que tinha da partida e - pior ainda - viu o River crescer em campo. Não seria exagero ver o time piauiense sair com uma vantagem ainda maior. Genivaldo defendeu um chutaço de Tote.  E, já aos 45, Rogério soltou a bomba de fora da área e viu a bola explodir no travessão.
W9 decide contra o ex-clube
O panorama da partida não mudou no segundo tempo. O Botafogo-PB rondando a área do River e os piauienses em busca de um contra-ataque mortal. E desta vez ainda mais cirúrgico. Aos 9 minutos, Eduardo mandou para área e Warley, justamente ele, ex-ídolo botafoguense, se antecipou e com um toque de categoria fez o segundo gol.
Em respeito aos dois anos que passou no clube paraibano, o W9 não comemorou. E o Almeidão, sem torcida, ficou ainda mais calado.
Botafogo-pb x River-PI, almeidão, warley (Foto: Phelipe Caldas / GloboEsporte.com/pb)Warley marca, é cumprimentado pelos companheiros, mas faz sinal de que não vai comemorar o gol contra o seu ex-clube (Foto: Phelipe Caldas / GloboEsporte.com/pb)
Na tentativa de mudar, o técnico Marcelo Vilar abandou o esquema 4-5-1 e colocou em campo o atacante Juninho, sacando o meia Chapinha.
Deu certo. O Botafogo voltou a dominar a partida. Até porque o River pareceu cansar. A pressão, então, ficou ainda maior. Bismarck, aos 19 minutos, acertou o travessão.
Ironicamente, depois de dominar praticamente todo o jogo, foi só através da bola parada que o Belo chegou ao gol. Numa cobrança perfeita de falta, Alex Cazumba diminuiu aos 29 minutos.
A partir daí, a vitória do River se consolidou através de um nome: Naylson. O goleirão fez pelo menos duas defesas improváveis, a última delas num chute de Rafael Oliveira, já nos acréscimos. E assim o futebol piauiense começou a construir a sua história na Copa do Nordeste,. Com inteligência, contra-ataques mortais e uma vitória fora de casa.
Botafogo-pb x River-PI, almeidão (Foto: Phelipe Caldas / GloboEsporte.com/pb)No final do jogo, o Belo teve boas chances de empatar, mas o goleiro Naylson garantiu a vitória para o Galo (Foto: Phelipe Caldas / GloboEsporte.com/pb)

Por João Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário