4 de fevereiro de 2015

População e agricultores comemoram chuvas tímidas no Interior

chuva
Na região do Cariri a chuva caiu com maior intensidade em Juazeiro do Norte. Em diversos pontos, motoristas tiveram que reduzir a velocidade para que acidentes fossem evitados
FOTO: ROBERTO CRISPIM
A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) divulgou que apenas após o Carnaval dará as informações para o restante da quadra invernosa. Segundo as informações do órgão, ainda não há data definida, embora deva ser o mais próximo do fim do mês. Enquanto isso, população e agricultores comemoram as tímidas chuvasque têm caído no Ceará durante essa semana, enquanto a cidade sofre com os mesmos problemas.
No Cariri, voltou a chover forte nesta quarta-feira (4) pela manhã em Juazeiro do Norte. Moradores de bairros periféricos, bem como no bairro Lagoa Seca e nas proximidades do Centro da cidade voltaram a ficar preocupados por conta da falta de cistemas de drenagem em vários pontos da sede urbana.
No bairro Novo Juazeiro uma verdadeira lagoa voltou a se formar nas imediações da Igreja do Menino Jesus de Praga. No local, sempre que há precipitações, casas são invadidas pelas águas acumuladas em bueiros e bocas de lobo.
 
A situação também ficou complicada nos bairros Tiradentes e São José, onde a falta de infraestrutura também ocasionou diversos pontos de alagamentos. No bairro Lagoa Seca, nas proximidades do Fórum, ruas também ficaram cobertas pelo volume de água. A região também é carente de cistemas de drenagem.
Em Sobral, apesar de ter chovido apenas 12 mm,  ruas do centro alagaram e invadiram algumas lojas, causando desconforto e prejuízo para os lojistas.
Em Itapajé, a chuva de 42mm  na última terça feira também causou alagamentos em vários bairros da cidade. Houve prejuízo em eletrodomésticos e móveis, como camas e geladeiras. Segundo o coordenador da Defesa Civil de Itapajé, Marcondes Mota, houve acúmulo de 42 milímetros.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário