15 de janeiro de 2017

Herói na PB e reserva na Batalha dos Aflitos, Miltinho é executado no Ceará

miltinho, treze (Foto: Nicolau de Castro / Jornal da Paraíba)Miltinho em 2010, campeão estadual pelo Treze 
(Foto: Nicolau de Castro / Jornal da Paraíba)
Um meia rápido, ágil, bom de bola. Driblador e passador. Tricampeão paraibano em 2003, 2009 e 2010, por Botafogo-PB, Sousa e Treze respectivamente. Personagem da épica Batalha dos Aflitos, em 2005, quando defendia o Náutico. Um cearense que se tornou um verdadeiro andarilho do futebol nordestino e que teve o seu ápice na Paraíba, onde é respeitado e querido pela maioria das torcidas. Pois no Estado jogou ainda por Auto Esporte, Esporte de Patos, Nacional de Patos, Miramar e Campinense. Este era Miltinho. Mais um jogador que era sinônimo de alegria quando jogava e acabou sucumbido após a aposentadoria. Pois na noite deste sábado o jogador de 39 anos foi assassinado em Fortaleza, sua cidade natal.
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Governo do Ceará informou à reportagem que o crime aconteceu no bairro Jardim Guanabara, na capital cearense. Ele foi atingido por vários tiros, mas os autores dos disparos não foram identificados. Miltinho ainda chegou a ser socorrido para um hospital das proximidades, mas acabou morrendo durante o atendimento. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa investiga o caso, mas preferiu não divulgar nenhuma possível motivação para o crime.
Miltinho bom de bola
Apesar de cearense, Miltinho foi revelado pelo Náutico. Mas rapidamente ganhou o Nordeste. Jogou em vários clubes pernambucanos e cearenses até que chegou pela primeira vez ao futebol paraibano em 2003, quando conquistou o seu primeiro título estadual, defendendo as cores do Botafogo-PB. Já em 2004 e 2005, jogou por Treze e Campinense respectivamente. No mesmo ano em que defendeu a Raposa, foi para o Náutico, e participou do elenco que quase ascende para a elite do Campeonato Brasileiro, perdendo a vaga para a Série A na épica partida contra o Grêmio, naquela que ficou conhecida como a Batalha dos Aflitos. 
miltinho, botafogo-pb (Foto: Francisco França / Jornal da Paraíba)Baixinho e veloz: Miltinho jogou por todos os três grandes clubes da Paraíba e ainda foi campeão por Botafogo, Sousa e por Treze (Foto: Francisco França / Jornal da Paraíba)

No duelo decisivo, inclusive, ele era reserva. Mas entrou em campo aos 19 minutos do segundo tempo e viu de perto a tragédia que se seguiu, quando o Náutico perdeu o pênalti da classificação nos acréscimos e ainda sofreu um gol quando os gaúchos tinham três jogadores a menos em campo (10 do Timbu, contra 7 do Tricolor).
Após mais um giro pelo Nordeste, quando passou por Botafogo-PB, Flamengo-PI e Tiradentes, ele voltou para o que seria a sua maior e mais vencedora passagem pela Paraíba. Defendeu Esporte e Auto Esporte até chegar ao Sousa. Virou herói no Dinossauro. Foi um dos maestros do clube sertanejo que foi campeão paraibano em 2009, ao vencer o Treze dentro de um Estádio Amigão - a casa do rival - completamente lotado. Era apenas o segundo e até agora último título da história do Sousa.
miltinho, sousa (Foto: Leonardo Silva / Jornal da Paraíba)Miltinho ao fundo acompanha de perto lance do atacante Edmundo na final do Campeonato Paraibano de 2009, quando o Sousa venceu o Treze dentro da casa do rival (Foto: Leonardo Silva / Jornal da Paraíba)

Miltinho fez tanto sucesso no Dinossauro que acabou sendo contratado pelo Treze. E de algoz, virou campeão. Voltando a conquistar o Campeonato Paraibano em 2010, desta vez pelo mesmo Galo que derrotara no ano anterior (o seu terceiro e último título paraibano da carreira). Hoje ele é lembrado por ambas as torcidas, mas é inegável que faz mais sucesso no Sousa, até pelo fato do título sousense ter sido uma conquista mais rara.
Em 2011, teve mais uma passagem pelo Belo e depois disto terminou sua carreira jogando a 2ª divisão do Paraibano, primeiro pelo Miramar e depois pelo Nacional de Patos. Desde 2013 estava aposentado, sem clube.
Com informações do João Pessoa, PB

Fortaleza empata com o Ferroviário na estreia do Campeonato Cearense

Os primeiros minutos de Ferroviário e Fortaleza enganaram o torcedor que foi ao Castelão neste domingo (15). Ainda bem. Porque os primeiros toques na bola anteciparam o que poderia ser um jogo fraco e monótono. Mas clássico é sempre imprevisível. E neste primeiro, das Cores, Leão e Tubarão balançaram as redes quatro vezes. O empate em 2 a 2 não ajuda ninguém neste estadual em que cada jogo é importante. O destaque ficou com Maxuell, atacante coral, que marcou duas vezes. 
No primeiro tempo, Maxuell abriu o placar em cobrança de pênalti. Gabriel Pereira marcou o gol de empate do Fortaleza com um chutaço de fora da área. Na etapa complementar, Jefferson virou o jogo para o Leão do Pici, mas Maxuell, de novo, marcou para o Tubarão da Barra.
Ferroviário, Fortaleza, Castelão (Foto: Caio Ricard/ TV Verdes Mares)Ferroviário e Fortaleza empataram em 2 a 2 na Arena Castelão (Foto: Caio Ricard/ TV Verdes Mares)

Na próxima rodada, o Fortaleza encara o Guarani de Juazeiro no Castelão na quarta-feira (18), às 21 horas. O Ferroviário visita o Guarany de Sobral no Junco, no mesmo dia, um pouco mais cedo, às 20h20.
Com informações do Fortaleza, CE

Espécie de morcego começa a se alimentar de sangue humano no Brasil, diz pesquisa

Morcego-vampiro-de-pernas-peludasDireito de imagemGERRY CARTER/WIKICOMMONS
Image captionEstudo de cientistas brasileiros revela mudança no hábito alimentar de morcego-vampiro-de-pernas-peludas, até então conhecido por consumir exclusivamente sangue de aves
Uma espécie de morcegos encontrada no Brasil, até então conhecida por consumir exclusivamente sangue de aves, está se alimentando agora de sangue humano.
A revelação está em uma pesquisa conduzida por cientistas brasileiros e publicada em dezembro na revista científica Acta Chiropterologica, a mais importante publicação do mundo voltada à pesquisa de morcegos.
O estudo analisou 70 amostras de fezes de uma colônia da espécie Diphylla ecaudata, popularmente conhecida como morcego-vampiro-de-pernas-peludas.
Os cientistas conseguiram extrair o DNA de 15 delas - e em três descobriram vestígios de sangue humano, explica Enrico Bernard, professor do Departamento de Zoologia da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) e responsável pela pesquisa.
O estudo foi conduzido no Parque Nacional do Catimbau, na região de caatinga de Pernambuco, a cerca de 300 km do Recife.
"Das três espécies de morcegos-vampiros que conhecemos, sabíamos que apenas uma delas se alimentava de sangue humano", conta Bernard, em entrevista à BBC Brasil.
"Mas nosso estudo mostrou agora que outra espécie, o morcego-vampiro-de-pernas-peludas, que só se alimentava do sangue de aves, também passou a consumir sangue humano", acrescenta o especialista.
Bernard explica que, diferentemente do sangue de aves, rico em gordura, o dos mamíferos é mais espesso e rico em proteína.
"Sabíamos que essa espécie (morcego-vampiro-de-pernas-peludas) tinha uma adaptação fisiológica para digerir apenas o sangue de aves. Mas isso parece estar mudando, já que ela passou a se alimentar de sangue humano", afirma.
Morcego-vampiro-de-pernas-peludasDireito de imagemENRICO BERNARD
Image captionPesquisa analisou amostras de fezes de colônia de morcegos na caatinga de Pernambuco

Causas

Na avaliação de Bernard, considerando que o morcego-vampiro-de-pernas-peludas tem fisiologicamente menos tolerância ao sangue de mamíferos, os novos hábitos alimentares da espécie "reforçam um cenário de escassez de presas".
"Sendo assim, ou o comportamento alimentar desse bicho é muito mais variável do que imaginávamos até hoje, ou há uma restrição significativa de suas presas nativas", diz o especialista.
Bernard afirma que os resultados do estudo parecem validar a segunda hipótese.
"Essa porção da caatinga vem sendo bastante alterada pela presença humana. As presas nativas desse tipo de morcego - aves maiores, em sua maioria - estão desaparecendo e seu habitat sendo ocupado por seres humanos e seus animais domésticos", afirma.
"Nosso estudo mostrou, por exemplo, a presença de sangue de galinha em algumas das amostras que coletamos."

Impacto

Além da defaunação (diminuição acelerada e drástica de espécies animais), a mudança dos hábitos alimentares do morcego-vampiro-de-pernas-peludas também pode evidenciar um impacto na saúde pública humana.
"Morcegos transmitem uma série de doenças. Se essa espécie está agora se alimentando de sangue humano, precisaremos lidar com um problema de saúde pública potencial", destaca.
Relatos de morcegos atacando pessoas, especialmente como resultado de transformações ecológicas provocadas pela presença humana, não são inéditos no Brasil.
Em 2005, o Maranhão registrou o maior surto de raiva humana transmitida por morcegos da história do país.
Na ocasião, mais de 20 pessoas morreram vítimas da doença, transmitida por morcegos hematófagos (que se alimentam de sangue).
Causada por vírus, a raiva humana tem sintomas como febre, fotofobia e dificuldades para se alimentar.
Com informações da BBC Brasil

Clássico das Cores:Após quase três anos, Ferroviário e Fortaleza medem forças no primeiro jogo de ambos do Estadual 2017

Nenhum texto alternativo automático disponível.A vez mais recente que Fortaleza e Ferroviário se enfrentaram no Campeonato Cearense foi no distante 12 fevereiro de 2014. Naquela oportunidade, vitória do Leão por 3 a 1. Dos 14 atletas que participaram daquele confronto no Presidente Vargas pelo Fortaleza, apenas o zagueiro Max Oliveira permanece no atual elenco.
Do lado do Ferroviário, que também utilizou 14 atletas, não há qualquer remanescente do período.
O hiato de quase três anos sem o tradicional encontro, que já foi final da campeonato, será quebrado neste domingo. O Clássico da Cores, marcado para às 16 horas, no Castelão, representa a estreia dos tricolores no Campeonato Cearense 2017.
Os clubes vivem situações distintas. Mergulhado em uma grave crise financeira, estrutural e administrativa, o Ferroviário volta a disputar a Série A do Estadual após duas temporadas atuando na Série B.
A tentativa hercúlea de recuperação em campo está nas mãos de Marcelo Vilar. O técnico, com experiência nacional, volta ao comando da equipe buscando resultados que façam a equipe se livrar de mais um rebaixamento e garantir presença na 2ª fase da competição. Nos treinos da semana, fechados, muito mistério.
Apesar da frustração de permanecer na Série C do Brasileiro desde 2010, o Fortaleza é amplo favorito para o confronto e entra em campo com intuito único de defender o atual bicampeonato.
Seguro da presença do Leão nas quartas de final, o treinador Hemerson Maria utilizará a 1ª fase para que o grupo, com cerca de 15 novos contratados, ganhe entrosamento.
Taticamente, Maria tem variado os treinos entre os esquemas 4-3-3 e 4-2-2-2.
Felipe, na lateral direita, e Rodrigo Andrade, no meio-campo, são os únicos titulares de 2016 que mantêm suas posições. Os demais nove atletas, perseguindo construir novas e positivas histórias, farão suas estreias. 
CAMPEONATO CEARENSE


FERROVIÁRIO
TÉCNICO: MARCELO VILAR

4-4-2: Mauro; Gustavo, Erandir, Tulio, Jeanderson (Victor Cearense); Glauber, Jonathas, Mimi, Victinho; Valdeci e Maxwell (Leandro Neto)
FORTALEZA
TÉCNICO:HEMERSON MARIA
4-4-2: Matheus; Felipe, Heitor, Ligger e Gastón; Jefferson, Anderson Uchôa, Rodrigo Andrade e Cássio Ortega; Gabriel Pereira e Juninho Potiguar

Local: Castelão
Data e Hora: 15/1/2017, às 16 horas
Árbitro: Léo Simão
Assistentes: Armando Lopes e Batista Chaves
Ingressos: R$ 30 (superiores), R$50 (inferiores e especiais) e R$120 (premium) 

Com informações do Jornal O Povo

14 de janeiro de 2017

Guarani de Juazeiro larga na frente; Uniclinic fica no empate com Guarasol

Uniclinic e Guarany de Sobral não passaram de um empate, em 1 a 1, na Arena Castelão, na abertura do Campeonato Cearense de 2017. O atual vice-campeão estadual saiu perdendo, mas arrancou a igualdade no segundo tempo e manteve o placar até o final.
Diante de um estádio quase vazio, Damião abriu o placar aos 39 minutos da etapa inicial. Nesse momento, o jogo era bem disputado, mas o Guarasol conseguiu a melhor chance. Na volta para o segundo tempo, a Águia da Precabura se impôs e foi buscar o empate, conseguido aos 19 minutos, com Paulista. Daí em diante, o jogo não teve mais alterações e terminou empatado.
O Uniclinic volta a campo na terça-feira (17), às 20h20, contra o Horizonte, no Estádio Domingão. O Guarany de Sobral joga no dia seguinte, no mesmo horário, contra o Ferroviário, no Junco.
Uniclinic x Guarany de Sobral Campeonato Cearense Arena Castelão (Foto: Afonso Ribeiro/FCF)Uniclinic e Guarany de Sobral ficaram no empate na Arena Castelão (Foto: Afonso Ribeiro/FCF)

Em Juazeiro do Norte, o Guaraju mostrou que o fator casa importa para o time e construiu a vitória no segundo tempo, por 3 a 1, na reta final da partida. Nos primeiros 45 minutos, a partida terminou empatada. Leílson fez 1 a 0, aos 12, e Wendell deixou tudo igual para o Galo do Tabuleiro.
Na segunda etapa, o Guarani de Juazeiro pressionou o quanto conseguiu. Assim como o Horizonte teve suas tentativas. Mas os gols que definiram a partida só saíram nos últimos cinco minutos. Leílson fez 2 a 1, aos 42, e Ronda fechou o marcador, aos 45.
Na próxima rodada, o Guarani de Juazeiro encara o Fortaleza, na Arena Castelão, às 21 horas (de Fortaleza) da quarta-feira (18). O Horizonte joga em casa, um dia antes, contra o Uniclinic, no Estádio Domingão, às 20h20.
Guarani de Juazeiro x Horizonte Campeonato Cearense Romeirão (Foto: Fabiano Rodrigues/TV Verdes Mares)Guarani de Juazeiro venceu o Horizonte, por 3 a 1, no Estádio Romeirão (Foto: Fabiano Rodrigues/TV Verdes Mares)

Com informações do Fortaleza, CE

Profetas da Chuva preveem chuvas dentro da média para 2017

Encontro reuniu 21 profetas, de acordo com organização, no IFCE de QuixadáEncontro reuniu 21 profetas, de acordo com organização, no IFCE de Quixadá
 Terminou neste sábado (14) mais uma edição dos Profetas da Chuva. O encontro aconteceu no auditório do Instituto Federal do Ceará (IFCE). De acordo com a organização 21 profetas participaram desta edição e, se eles estiverem certos, o ano de 2017 deve apresentar chuvas dentro da média.
As previsões foram feitas para um público de quase 600 pessoas que lotou o auditório do IFCE. A plateia ficou entusiasmada com as previsões que reacendiam a esperança do cearense, que já há cinco anos, sofre com a falta d’água, um fator que tem elevado os prejuízos no Estado, como a seca dos açudes e a morte dos mananciais hídricos.
Encontro encerrou-se neste sábado (14)Encontro encerrou-se neste sábado (14)
Entre as previsões apresentadas, havia quase uma unanimidade em afirmar que o ano deverá apresentar chuvas. A profetisa Lourdinha, de 71 anos, a única mulher entre o quadro de atuais profetas de Quixadá, contou que fez suas observações com base nos ensinamentos do pai.
Ela utilizou uma tabela onde contou todos os meses do ano as chances de chuva com base na observação de pedaços de madeira, deixada debaixo das telhas da cozinha. Para sua surpresa, o resultado apresentou a probabilidade de chuvas. “Eu fiz esta experiência e vi que o ano vai ser bom, vai ter chuva, sim. Não vai ser de muita coisa não, mas vai dar pra gente sobreviver”, profetizou.
Cada profeta levou seu instrumento, colhido através do trabalho em campo de observação na natureza, para comprovar o que dizia. Restos do formigueiro, pedaços de árvores tradicionais da vegetação cearense, ninho do João de Barro, entre outros.
O organizador do evento, Hélio Cortez, se diz satisfeito com a edição deste ano. Ao fazer um balanço  e comparando com os anos anteriores, ele avaliou que o encontro está se fortalecendo ainda mais na missão de perpetuar a sabedoria popular do sertão.
“Precisamos melhorar a logística, ter meios de acomodar mais gente. Temos que rever algumas coisas, mas, no geral, essa edição foi a melhor. Nos temos aqui profetas tradicionais e que tem trazido suas previsões com bastante fundamentação, o que tem deixado o público bem animado, envolvido e esperançoso”, relatou.
Com informações do Diário do Nordeste

Uniclinic x Guarasol; Guaraju x Horizonte abrem Cearense 2017

Quatro jogos preenchem a primeira rodada do Campeonato Cearense de 2017. Os únicos que estreiam apenas na segunda rodada são Ceará e Tiradentes. Os outro oito times já têm compromissos neste fim de semana. No sábado, dois jogos. No domingo, outros dois.
O vice-campeão cearense abre o estadual contra o Guarany de sobral. Sob o comando de Vladimir de Jesus, o Uniclinic quer surpreender novamente e, quem sabe, chegar à decisão do campeonato. Para isso, dá o pontapé inicial no torneio contra o Cacique do Vale, que chegou às semifinais em 2016 e acabou eliminado pelo Fortaleza, campeão da edição. O duelo ocorre na Arena Castelão, no sábado (14), às 15h30.
Arena Castelao, Ceará x Tupi, Série B (Foto: Caio Ricard/TV Verdes Mares)Arena Castelão será palco de Uniclinic x Guarany de Sobral (Foto: Caio Ricard/TV Verdes Mares)
Outro jogo que abre o estadual é Guarani de Juazeiro x Horizonte. O Galo do Tabuleiro subiu da Segunda Divisão e não pretende voltar para lá. Para isso, aposta no comando de Roberto Carlos, técnico do time há várias temporadas, para fazer bonito na competição. O Guaraju, que chegou às semis na última edição do Cearense, quer mais. Para isso, o técnico Washington Luís teve que superar um início de pré-temporada de incertezas administrativas e financeiras e correr contra o tempo. O jogo será no Romeirão, no sábado (14), às 15h30.

Itapipoca e Maranguape jogam apenas no domingo (15). O Itapipoca será comandado por Neto Maradona e busca não repetir o sufoco do último Cearense, quando o time disputou o quadrangular de descenso. O Maranguape será comandado pelo experiente Reginaldo França e quer surpreender na competição, assim como em 2016, quando avançou à segunda fase do torneio, evitando qualquer risco de rebaixamento. O palco do duelo será o estádio Perilão. A bola rola às 16 horas. 

guarani de juazeiro x central estádio romeirão (Foto: André Ráguine / GloboEsporte.com)Romeirão é palco para Guarani de Juazeiro x Horizonte (Foto: André Ráguine / GloboEsporte.com)

Com informações do Fortaleza, CE

Ceará e Fortaleza favoritos; Ferrão de volta à elite: começa o Cearense 2017

Antes eram dez. Viraram nove. Pelo menos até segunda ordem, são dez de novo. Dez clubes, a partir deste domingo (15), começam a disputa pelo título de campeão cearense em 2017. Os imbróglios judiciais mais uma vez foram protagonistas antes do início do estadual. O Alto Santo desistiu, o Ferroviário ficou com a vaga e o Guarany de Sobral voltou à Série A após decisão do TJDF e, enfim, a Federação Cearense de Futebol liberou o calendário oficial do torneio.
Federação Cearense de Futebol, FCF (Foto: Juscelino Filho)Com dez times, começa o Campeonato Cearense 2017 (Foto: Juscelino Filho)
A fórmula também sofreu alterações. Dos dez times da primeira fase, oito avançam às quartas de final. A partir das semis, teremos melhor de três jogos, no sistema de playoffs. Na primeira rodada, apenas Ceará x Tiradentes não será realizada. O Vovô pediu e irá estrear apenas na segunda rodada. 
Abaixo, veja as principais informações de cada equipe a disputar o Campeonato Cearense 2017.
01
CEARÁ
Ceará, apresentação, Gilmar Dal Pozzo (Foto: Juscelino Filho)Gilmar Dal Pozzo comanda o Ceará em 2017
(Foto: Juscelino Filho)
O Ceará quer esquecer o ano de 2016 e mirar um 2017 melhor. Sem sequer chegar à final do Cearense ano passado, o Vovô agora sonha com o título. Para isso, trouxe o técnico Gilmar Dal Pozzo. Experiente e com histórico de acesso com a Chapecoense, Dal Pozzo sonha em repetir o acesso com a camisa do Vovô. Para isso, montou um elenco com cuidado. O Alvinegro foi o último a começar a pré-temporada (com início apenas em 2 de janeiro), mas isso não deve ser problema para o plantel alvinegro. O grande nome para a disputa do estadual é Magno Alves, que está de volta após passagem no Fluminense.

- A gente só vai atingir os objetivos se trabalharmos dessa forma, em conjunto, como equipe. Entrei em contato com todos os jogadores, antes mesmo até de o presidente entrar em contato. Foi assim com o Magno Alves e foi assim com o atleta menos experiente da base. Todo mundo tem valor. Claro que cada um tem a sua importância, mas eu valorizo sempre o trabalho em equipe.
02
FERROVIÁRIO
O Ferroviário voltou à elite do futebol cearense após a desistência do Alto Santo de disputar a competição. A grande contratação do Tubarão da Barra foi para fora das quatro linhas. O técnico será o experiente Marcelo Vilar, que já conquistou a série D do Campeonato Brasileiro com o Botafogo-PB.

- O nosso objetivo é manter o time na Primeira Divisão. Fomos chamados de última hora para participar. Então, dentro do planejamento, se formos passando de fase, a gente vai pensar fase a fase - explicou o treinador.
03
FORTALEZA
O Fortaleza chega completamente reformulado para a temporada 2017. A diretoria, no entanto, resolveu apostar no técnico Hemerson Maria, que comandou o Leão nos últimos três compromissos em 2016 após a saída de Marquinhos Santos às vésperas da decisão contra o Juventude. Após perder Anselmo, artilheiro do time com 23 gols na temporada, a diretoria tricolor foi até o sul para trazer o atacante Lúcio Flávio, que estava no Paraná. O jogador é a grande contratação do Leão para a temporada.
Fortaleza, treino (Foto: Divulgação)Fortaleza vem reformulado para a temporada 2017 (Foto: Divulgação)

04
GUARANI DE JUAZEIRO
O Leão do Mercado atrasou um pouco o início da pré-temporada. Os trabalhos sob o comando do técnico Washington Luís começaram apenas no dia 19 de dezembro, mas isso não será problema para os objetivos do Guarani de Juazeiro. O objetivo é claro: avançar de fase. Passo a passo, o Leão pensa em chegar até as semifinais.


- Na verdade, a gente não tem um destaque individual. A filosofia do Guarani é pé no chão, buscar sempre atletas que estão nos clubes para aparecer, e veja no Guaraju um pontapé para que ele possa mudar para um clube maior - afirmou o treinador.

05
GUARANY DE SOBRAL
O Guarany de Sobral começou a preparação deopis do previsto. O presidente renunciou, um novo foi escolhido e renunciou em seguida. Acabou rebaixado à Série B por não apresentar os documentos no prazo previsto, mas depois voltou por decisão do TJDF. Com o pé firme na primeira divisão, o Guarasol, do técnico Júnior Cearense, sonha alto e quer terminar entre os quatro.


- Vamos tentar beliscar o campeonato, mas o objetivo é chegar novamente entre os quatro primeiros - avalia o técnico Júnior Cearense.

06
HORIZONTE
Roberto Carlos, Horizonte, técnico (Foto: Arquivo Pessoal)Roberto Carlos, mais uma vez, está à frente do Horizonte (Foto: Arquivo Pessoal)
O "interminável" Roberto Carlos segue como técnico do Horizonte, que mira o exemplo do Uniclinic. De volta à Série A do Campeonato Cearense, o Galo do Tabuleiro quer surpreender. O grande destaque do time fica embaixo das traves. O experiente goleiro Fábio Lima e o volante César Sampaio (ex-Tiradentes) são os líderes do Galo em campo. 

- Esperamos que esses caras possam corresponder a tudo o que a gente espera deles. É um grupo jovem, pequeno. Entao, tanto comissão técnica quanto jogadores querem chegar a um objetivo maior. Queremos seguir o exemplo do Uniclinic que conseguiu fechar o calendário em 2017 com quatro competições - afirmou Roberto Carlos.
07
ITAPIPOCA
O Itapipoca será comandado por Neto Maradona. O treinador admitiu a dificuldade financeira para poder montar um bom elenco para a disputa do Cearense. Com jogadores, em sua maioria, da própria região, o Itapipoca pretende fazer um estadual tranquilo, sem tantas pretensões. Para surpreender os outros, será necessário surpreender a si próprio.


- Nossas condições financeiras são muito difíceis. Temos um teto muito baixo, estamos apostando nos jogadores da casa e jogadores que trouxe da Paraíba, do Piauí. Estamos acreditando nesses jogadores. A gente está satisfeito. No momento, temos 35 jogadores. Mas vamos fechar com 30. Serão quatro goleiros e 26 jogadores de linha - explicou Neto.

08
MARANGUAPE
O Maranguape tem o objetivo de não ser rebaixado. Com isso, se avançar à fase seguinte do Campeonato Cearense, o que vier é lucro. O time tem um plantel com 27 atletas, dos quais 12 são reforços para a temporada. Sob o comando do técnico Reginaldo França, o Gavião da Serra trouxe alguns reforços da base também, dando chance para os mais novos.


- Nós temos a intenção de ir até a semifinal. Em 2016, nós caímos num grupo muito forte. Tanto é que os times que foram para a final, Fortaleza e Uniclinic, como só classificavam dois, passaram os dois. Temos que ficar entre os oito. Depois disso, vamos pensar em outros objetivos - avaliou o técnico Reginaldo França.

09
TIRADENTES
O Tiradentes vem com a cara do Ceará. Pelo menos os reforços de peso do Tigre da Polícia Militar fizeram história com a camisa do Alvinegro de Porangabuçu. O treinador é o eterno carrasco Sérgio Alves. A grande contratação foi o volante Michel, também ídolo do Ceará. O Tigre vem com o objetivo de surpreender e conquistar a vaga na Série D para ter calendário.

Sérgio Alves, técnico do Ferroviário (Foto: Alex Costa/Agência Diário)Sérgio Alves é o novo técnico do Tiradentes (Foto: Alex Costa/Agência Diário)
- Se você entra numa competição, qualquer que seja, você tem que entrar com o pensamento de fazer por onde chegar na final. Na pior das hipóteses, pelo menos conseguir uma vaga no Campeonato Brasileiro. Então, conseguindo uma  vaga na Série D, e não chegar na final, será um ponto positivo para a equipe. Mas a gente quer chegar a final da competição, surpreendendo muita gente e ao mesmo tempo levando o nome do Tiradentes - afirmou Sérgio Alves.
10
UNICLINIC
O Uniclinic foi um dos primeiros times a se apresentarem para a pré-temporada. Sob o comando do técnico Vladimir de Jesus, a Águia da Precabura terá um calendário farto. Campeonato Cearense, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro. Apostando em ser novamente surpresa, a Águia da Precabura tem um ousado plano de voo pelo Brasil. A ideia é manter calendário, mas sem perder o foco na competitividade e, aos poucos, dar passos maiores.


- É um grupo que está sendo remontado. Dos 25 atletas, apenas seis permaneceram: Teo, Domingos, Ronaldo, Guidio, Leon e Preto. Os demais, um elenco de 28 atletas estão sendo contratados. Alguns já trabalhei, outros não, mas todos com aval do Doutor Vanor e com aval do Leo castro (supervisor de futebol) para tentar manter o alto nível que o Uniclinic teve em 2016 - explicou Vladimir de Jesus.

Fortaleza, CE